Simão dos Anjos de Gouveia (? ~ 1610-1622?) terá estudado com Manuel Mendes na Claustra da Sé de Évora, tendo entrado pouco depois para a Ordem de S. João Evangelista. Por volta de 1600 sucedeu a Pedro Talésio no cargo de mestre de capela do Hospital de Todos-os-Santos em Lisboa. Em Março de 1611 concorreu ao posto de Lente de Música na Universidade de Coimbra, que vagara por morte de Pedro Correia, que ocupara o cargo deste 13 de Outubro de 1594 até ao seu falecimento em 1610. Contudo, após nove meses, foi Pedro Talésio quem foi nomeado Lente de Música. Simão dos Anjos foi o responsável pela música na igreja de S. João Baptista de Tomar, com patrocínio real, até 22 de Dezembro de 1622. São apenas conhecidas actualmente quatro obras deste compositor: o Jesu Redemptor e Pueri Hebraeorum vestimenta, incluídos em edição MPMP, um Alleluia e o verso de um hino Os língua para quatro vozes, presentes no códice polifónico de Arouca (P-AR Ms. s.c).

Luís Henriques